Tempo em Dois Atos

“E, a bem da verdade, encarar uma viagem de autodescobrimento é trabalhoso, exige tempo e esforço, atenção e presença. Talvez eu possa deixar esse troço para amanhã, ou para nunca. Mas tempo não se acha, tempo se cria – e todos nós somos potenciais criadores de tempo desde que haja interesse e coragem.”

Trecho do post O Heroi Improvável, da Milly Lacombe.

Essa semana dois textos me tocaram de uma forma que seria difícil explicar sem colocá-los aqui. Eles falam de um assunto que me fascina: TEMPO. Desde a teoria da relatividade, até a ideia de que tempo só existe até a nossa dimensão, esse é um assunto que não me cansa… 

O segundo (post mencionado acima) me lembrou do primeiro (texto abaixo), e esse tenho autorização do autor para reproduzir na íntegra. \o/ (Meu brother, literalmente)

O que inverteu a ordem aqui foi a cronologia das leituras. Confusões criadas pela ideia de tempo. 😛

About time | O que aprendi após alguns meses sem relógio de pulso

Pontualidade é uma decisão. E não tem nada a ver com horário.

É piegas mas tempo é mesmo o que se tem de mais precioso. Mas não quer dizer que você precise contar por centavos.

Muitas das coisas que parecem diminuir sua velocidade são para te dar oportunidade de aprender ou entender alguma coisa que você ainda não percebeu, e não só para te chatear ou irritar. Então quando o ponteiro ou o momento parecer passar devagar, apenas aproveite e preste atenção no que é realmente importante.

Cumprir compromissos tem muito mais a ver com seu propósito do que com sua agenda. Se você não está conseguindo cumprir algum consistentemente, pense se deveria ter isto na sua agenda.

Trânsito não é desculpa para se atrasar, mas faça algo para não jogar sua vida fora nele, este é um grande destruidor de momentos úteis.

Chegar com antecedência a lugares e compromissos vai te ajudar a se preparar melhor para as situações, sua cabeça precisa de alguns minutos para se ajustar do stress do trânsito à calma de uma conversa importante.

É importante ter um relógio para que você lembre-se sempre do que é importante e quanto da sua vida cada coisa merece, não exatamente para saber que horas são.

Com ou sem relógio, você percebe o tempo passar rápido ou devagar e isso acontece por uma série de razões, mas tente perceber sempre que você perder noção de quanto durou algum instante, ele provavelmente valeu a pena.

Marcos Pereira

P.S. Foto roubada do Insta dele! Se você gostou, curte lá!

P.S.2 “About Time” é um filme que disputa fortemente uma posição com “The Vow” na lista dos meus preferidos.

P.S.3 Música que não saia da minha cabeça enquanto eu escrevia…

P.S.4 Post original pra você dar um like se curtiu:

View this post on Instagram

About time | O que aprendi após alguns meses sem relógio de pulso Pontualidade é uma decisão. E não tem nada a ver com horário. É piegas mas tempo é mesmo o que se tem de mais precioso. Mas não quer dizer que você precise contar por centavos. Muitas das coisas que parecem diminuir sua velocidade são para te dar oportunidade de aprender ou entender alguma coisa que você ainda não percebeu, e não só para te chatear ou irritar. Então quando o ponteiro ou o momento parecer passar devagar, apenas aproveite e preste atenção no que é realmente importante. Cumprir compromissos tem muito mais a ver com seu propósito do que com sua agenda. Se você não está conseguindo cumprir algum consistentemente, pense se deveria ter isto na sua agenda. Trânsito não é desculpa para se atrasar, mas faça algo para não jogar sua vida fora nele, este é um grande destruidor de momentos úteis. Chegar com antecedência a lugares e compromissos vai te ajudar a se preparar melhor para as situações, sua cabeça precisa de alguns minutos para se ajustar do stress do trânsito à calma de uma conversa importante. É importante ter um relógio para que você lembre-se sempre do que é importante e quanto da sua vida cada coisa merece, não exatamente para saber que horas são. Com ou sem relógio, você percebe o tempo passar rápido ou devagar e isso acontece por uma série de razões, mas tente perceber sempre que você perder noção de quanto durou algum instante, ele provavelmente valeu a pena.

A post shared by MARCOS PEREIRA (@marcoswq) on

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s