O poder do que é para acontecer

Seguindo o que eu comentei no post de ontem, Sincronicidade e Inspiração, vou tentar acalentar os corações dilacerados. Lembrei desse tema que me trás paz.

No meio do turbilhão, da dor de uma decepção amorosa a gente procura qualquer galho para se segurar. A sensação é estar em um rio, sendo arrastado pela correnteza, em direção a uma cachoeira tão grande, que se despencarmos vamos nos machucar ainda mais. Aí, qualquer galho serve.

Eu acho que qualquer post, vídeo, livro, frase de autoajuda, autoconhecimento espiritualidade, yoga, meditação, seja o que for, trás um certo alívio nesse momento. A gente procura qualquer palavra que aquiete o coração e principalmente a mente, que não sai do looping negação, raiva, barganha, depressão, aceitação.

Uma das ideias que tenho seguido nas minhas escolhas diárias, que ultimamente não tem nada a ver com encontros ou decepções amorosas, é “A força do que é para acontecer é muito forte” que tem variações como:

“Quando é para acontecer, até o vendo sopra a favor”

“Deus escreve certo por linhas tortas”

“O que você procura está a procura de você” (Título de um áudio inspirador da Ariana Schlosser publicado no portal despertar e comentado nesse vídeo da Flavia)

E a melhor: “É impressionante a força que as coisas parecem ter quando elas precisam acontecer.” Que o Google me disse que é do Caetano Veloso.

Esse acontecer, num relacionamento, pode ser ficar junto ou se separar… Acho que é daí que vem um certo alívio.

Essa ideia sempre me trás alívio na minha vida prática, quando fico racionalizando cada movimento, cada decisão, #modoese totalmente ligado, sabe? Não por tirar de mim a responsabilidade ou o livre arbítrio. Mas por saber que em algum momento, quando eu olhar para trás, cada coisa vai ter sentido e eu vou ficar feliz de ter acontecido. Mesmo causando dor ou alegria.

É muito difícil isso que estou escrevendo ajudar em uma decepção amorosa ou em uma separação. A dor da separação não é muito aliviada por esse pensamento, mas os pensamentos decorrentes da dor se aquietam.

Tem uma parte dos relacionamentos, sejam eles de amizade, amor ou trabalho, que envolve dar. E outra que requer reciprocidade. Isso me remete a ideia de que não há como alguém construir 100% de uma relação sozinho. Por isso não há como ter sentimento de fracasso pessoal quando tudo acaba. Se você deu 90%, está tão errado quanto quem deu somente 10%. Da próxima vez, fique entre 35% e 55%. 🙂

Relacionamento não é matemática, mas esses percentuais me lembram que embora a contribuição varie dentro de uma mesma relação aos longo do tempo, a gangorra não pode pender muito para um lado. Não tem certo e errado, dar muito e deixar de cuidar da própria vida é tão prejudicial quando descaso com o relacionamento.

O motivo pelo qual um ou outro está mais em um relacionamento não importa. Quantas vezes isso se altera ao longo do próprio relacionamento e às vezes se inverte totalmente? O que importa é não remoer no #modoese porque o que tem que acontecer, acontece. O que não tem que acontecer, pede ao universo qualquer razão boba para acabar.

Se você não aceita o aprendizado, vai sofrer de novo pelo mesmo motivo…

Acho que as coisas ficam em suspenso, ali na possibilidade de acontecer até que em algum momento acontece! Ou não. (Ai talvez seja questão de timing – outro post dessa semana)

Por isso adoro física quântica e o terreno das possibilidades. Próximo post vai ser sobre o terreno das possibilidades, porém, com toque de mitologia e não de física.

Beijo

Sofia

P.S. Engraçado como eu quis falar de dor de amor, mas relendo agora também é sobre sincronicidade. Espero que esteja também em sincronia com o que você está vivendo.

P.S.2 Foi uma foto do Instagram que me lembrou dessa frase, há uns dias atrás. E hoje, quando terminei de escrever aqui, lembrei vagamente de um post. Depois de algumas pesquisas, achei ele e bateu forte a sincronicidade. Toda essa ideia estava em algum lugar do meu inconsciente. Vale a pena ler O que tem que ser tem muita força. Juro que não foi plágio!

Anúncios

4 comentários sobre “O poder do que é para acontecer

  1. Que bom poder encontrar alguém que está passando o mesmo que eu. As suas palavras parecem as minhas… E olha que tem gente que acha que estou ficando louca quando falo sobre toda essa metamorfose que vem ocorrendo em minha vida a algum tempo.
    Gratidão

    Curtir

    1. Foi essa expressão no rosto das pessoas que me trouxe para escrever aqui, aquela cara de “você está viajando!”.
      Preciso colocar para fora tudo isso, mas quero saber respeitar o momento dos outros também. Espero encontrar muitas de nós por aqui!
      Obrigada pelo comentário! Para continuar acompanhando essa minha viagem, você tem três opções: colocar seu e-mail no menu lateral para receber meus próximos posts, curtir a página no Facebook ou me seguir no Intagram!

      Gratidão Infinita! Beijão!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s