Benefícios de Parar de fumar e como fazer isso

Acabei tendo mais acesso à materiais para parar de fumar depois que parei. Durante o processo senti falta de algum lugar que juntasse várias informações e confesso que não gostava da maioria das dicas. Não sei se há dica milagrosa, mas tenho certeza que o processo é diferente para cada um. Algumas pessoas acham que é melhor parar de vez, outras que é mais fácil reduzir aos poucos. Algumas se motivam vendo os males causados, outras com os benefícios de uma vida mais saudável.

A intenção desse post é unificar diversos tipos de materiais e informações para quem está pensando em começar essa jornada ou para quem está sofrendo, ainda, mas tem o caminho já percorrido.

Benefícios e tempo de recuperação

Quando procurei os benefícios de parar de fumar, encontrei dezenas de sites com as mesmas informações de benefícios e “períodos de recuperação”. Em resumo:

  • Em 20 minutos – A pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
  • Em duas horas – Não há mais nicotina circulando no seu sangue.
  • Em 8 horas – O nível de oxigênio no sangue é normalizado.
  • Entre 12 e 24 horas – Seus pulmões já funcionam melhor.
  • Em dois dias – Seu olfato consegue perceber melhor os cheiros e o paladar já sente o sabor da comida.
  • Em três semanas – A respiração se torna mais fácil e a circulação melhora. Pele e cabelos começam a ganhar brilho.
  • Em um ano – O risco de morte por infarto cai 50%.
  • Cinco a dez anos depois de largar o cigarro – O risco de sofrer um infarto é igual ao de pessoas que nunca fumaram.

O mais completo que achei, com 24 benefícios, foi esse do site mundo boa forma.

Minha lista de vantagens

Postei aqui minha própria lista de vantagens. Ela é extremamente pessoal e tinha a ver com o meu momento de vida e com os meus hábitos como fumante. Mas considero um bom modelo para você montar a sua.

Métodos

Esse artigo mostra detalhes dos métodos de reposição de nicotina como chiclete, pastilha, adesivo, spray nasal, bupropiona e cigarro eletrônico.

Agora revendo após quase dois meses fiquei feliz de não ter visto nada sobre o cigarro de chá verde. Pode ser que ele adiasse o processo servindo de desculpa.

Aplicativos

Aplicativos que eu usei (todos na versão grátis), as vantagens e desvantagens de cada um em relação aos outros:

Livestrong – Além de ajudar quem parou, ele também ajuda quem tem um plano para diminuir, ou diminuir até parar. Você pode cadastrar um horário do dia para registrar seu progresso e ele te informa suas conquistas.

Vantagem – Botão de emergência. Ele tem uma função “having a crave” para quando você está com dificuldades de segurar a vontade de fumar. Apertando, aparecem frases de incentivo a se segurar e também vantagens objetivas de não ceder.

Desvantagem – Ele trava bastante, principalmente na hora de mostrar suas conquistas.

Kwit – Ajuda no acompanhamento do progresso. Serve como um reforço positivo para as conquistas. Mostra o quanto você economizou em dinheiro, quais benefícios atingiu de acordo com o tempo que passou sem fumar, etc.

Vantagem – Te lembra constantemente dos benefícios da sua decisão de parar

Desvantagem – Ele só faz isso

Quitnow – A versão gratuita tem as mesmas conquistas do Kwit, mas parou de mostrar conquistas como “selos” depois de duas semanas. Em compensação, ele mostra os dados de forma objetiva na tela inicial (dias, cigarros não fumados, dinheiro economizado).

Vantagens – Tem uma tela chamada “comunidade” que é, em outras palavras, um chat onde as pessoas contam sua experiência, pedem ajuda, dão depoimento de como está sendo fácil ou difícil, dão dicas para ajudar no processo de parar de fumar, etc.

Desvantagem – Sem notificações depois de duas semanas eu me esqueci de abri-lo novamente e parei de usar.

Acupuntura

A acupuntura pode atuar reduzindo os sintomas de abstinência e reduzindo a ansiedade causada pela vontade de fumar. Ela aumenta a produção de endorfina e serotonina que são hormônios que nos geram sensações de prazer e bem estar. As seções também promovem um intenso relaxamento que reduz o nervosismo característico dessa fase. Se você tem medo de agulhas, como eu, pode precisar de duas ou três seções para começar a perceber esse relaxamento. Vale muito a pena! Foi mais fácil vencer o medo de agulhas do que parar de fumar, com certeza! E uma situação reforça a outra. Quem consegue superar o medo de agulhas, também consegue parar de fumar, e vice versa. Para quem não quer enfrentar as agulhas, existe a opção da acupuntura auricular que consiste em estimular os pontos energéticos pela orelha com sementes de mostarda.

Teste para avaliação do grau de dependência

Faça o teste aqui

Analisando todos os materiais percebo que essa questão é muito relativa. Pessoas próximas, que tinham uma dependência muito forte me contam que pouco tempo depois nem lembravam mais e nunca mais tiveram vontade. Eu sinto uma vontade diferente agora, mas ainda sinto. Eu achava que minha dependência era grande, mas o teste deu “muito baixo”! Para mais detalhes leia Como eu parei de fumar.

Atenção aos fatores de dependência

A dependência física – Associada à abstinência, pode ser tratada com reposição de nicotina feito com acompanhamento médico.

A dependência psicológica – associada à ligação do cigarro à emoções como alegria e/ou tristeza e à carência emocional (aquela sensação de que o cigarro é uma Cia) pode ser tratada com acompanhamento psicológico.

A dependência comportamental – Associada aos hábitos como tomar café, dar uma pausa no trabalho, dirigir, etc, pode ser contornada com a criação de novos hábitos. No começo a substituição é válida!

Reforço por codependência

Se você não conhece a definição de codependencia, saiba que é um assunto bem complexo e que eu certamente tratarei em um outro post em breve.

Para você que se reconhece como codependente emocional (não necessariamente aquele que convive com um dependente químico), esse pode ser finalmente uma fator positivo, uma vantagem em ter esse problema! Ler sobre como está sendo difícil para outra pessoa parar pode te dar aquele impulso de ajudar, aquela sensação de: “é mais fácil do que você pensa”, “não é tão difícil, continue tentando”, e na sequência, quando você voltar para si, verá que você está mais forte e mais certo de que conseguirá e que o esforço valeu a pena. Aquela vontade de se colocar no lugar do outro e resolver o problema pode ajudar muito se combinada com a leitura de depoimentos. Veja o blog da Paula Coruja, por exemplo.

Para conforto emocional

Esse link é para o blog da Paula Coruja, que conta sua trajetória. Há muito comentários dos leitores, contando suas histórias e também pedindo ajuda, conselhos, tirando dúvidas. Vale muito a pena.

Achei essa comunidade no face, mas sugiro que como motivação você crie uma. As atuais estão com uma frequência baixa de atualizações.

Rir de si mesmo, método infalível. Ri demais com esse vídeo “motivacional”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s